LIBERTADORES. Atlético MG toma goleada em noite de lambanças

O duelo é o primeiro encontro entre as equipes pelas quartas de final da Copa do Brasil da categoria, está marcado para às 20h

Fotos: Bruno Cantini / Atlético

lance

Uma noite de lambaças: o lateral  Fábio Santos tentou sair jogando e armou o adversário e deu um gol para o Cerro


Da redação da Rede Hoje


O Atlético-MG perdeu por 4 a 1 para o Cerro Porteño, na noite desta quarta-feira, no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, no Paraguai. O gol alvinegro foi marcado por Ricardo Oliveira. O jogo valeu pela 4ª rodada do Grupo E da Copa Libertadores.

 

Na próxima rodada da competição continental, o adversário será o Nacional, no dia 23/4 (terça-feira), no Mineirão, em Belo Horizonte. O Galo volta a campo neste domingo para disputar o primeiro clássico da final do Campeonato Mineiro, às 16h, no Mineirão.

 

ricardo-galo-comemRicardo Oliveira comemora o único gol dele e do Galo do jogo.

 

O JOGO. O Galo foi ao ataque pela primeira vez na tentativa de passe de Adilson para Luan e o zagueiro interceptou a jogada na grande área.

Aos dez minutos, Maicon Bolt arriscou de longa distancia e o goleiro fez a defesa no canto direito.

O Atlético abriu o placar aos 18 minutos, quando Luan cruzou rasteiro pela direita e Ricardo Oliveira completou para o gol: Galo 1 x 0.

Aos 25, Cazares tentou de longe e o goleiro Rodrigo Muñoz fez a defesa no meio do gol. Cinco minutos depois, em cobrança de falta, Acosta empatou para os donos da casa.

O Cerro Porteño fez o segundo gol aos 33, em chute de fora da área. A equipe paraguaia ampliou com Víctor Cáceres, aos 35, e com Larrivey, aos 43.

O Galo quase diminuiu em seguida, após cobrança de falta de Cazares e confusão na grande área paraguaia, mas o zagueiro afastou o perigo.

 

SEGUNDO TEMPO. O Atlético voltou do intervalo com a mesma formação e buscou reagir no cruzamento rasteiro de Guga pela direita, cortado pela defesa paraguaia.

No ataque seguinte, Luan tentou enfiada de bola para Ricardo Oliveira, mas a bola sobrou para a defesa paraguaia.

Aos 15 minutos, Luan foi substituído por Chará. Logo depois, foi a vez de Cazares deixar o campo para a entrada de Vinicius. Aos 19, Victor fez boa defesa em finalização de Valdez.

Depois de jogada de Chará pela direita, Vinicius arriscou de fora da área, aos 22 minutos, e a bola saiu à direita do gol. Elias foi substituído por Nathan, aos 29 minutos.

Aos 43, Maicon Bolt quase diminuiu após cruzamento de Chará pela direita, mas o goleiro fez a defesa.

 

levirLevir deve ser demitido

 

LEVIR. BOA PARTE DA imprensa de Belo Horizonte dá como certa a saída de Levir Culpi do comando do time. "Temos só uma oportunidade de se recuperar, que é vencer o próximo jogo”, afirmou o técnico Levir Culpi depois da derrota por 4 a 1 para o Cerro Porteño, na noite desta quarta-feira, no Estádio General Pablo Rojas, em Assunção, no Paraguai. A partida foi válida pela 4ª rodada do Grupo E da Copa Conmebol Libertadores.

 

O treinador afirmou que é o momento de reação.

 

Quem é que não acredita no Atlético? Quem não acredita no Atlético nem precisa ir ao jogo contra o Cruzeiro. Então, temos que ir com vontade de reverter uma situação, que é muito difícil. O Atlético vai entrara em campo e, tecnicamente, temos jogadores para reverter uma situação. Não seria nem esse o caso, pois estamos com vantagem no Campeonato Mineiro, o que é uma coisa muito difícil de conseguir. Conseguimos com esse elenco, já jogamos contra eles também, então, porque não é possível vencê-los? Temos que entrar com esse pensamento, o time precisa ter essa cabeça. Esses resultados podem acontecer, fazem parte do futebol. Quem não souber controlar isso, não consegue trabalhar com futebol”, destacou Levir Culpi.

 

FICHA TÉCNICA

CERRO PORTEÑO 4 x 1 ATLÉTICO

Competição: Copa Libertadores

Etapa: 4ª rodada do Grupo E

Data: 09/04/2019

Estádio: General Pablo Rojas

Gols: Ricardo Oliveira (18’/1ºT), Acosta (30’/1ºT), Carrizo (33’/1ºT), Víctor Cáceres (35’/1ºT), Larrivey (43’/1ºT)

Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Assistentes: Alexander Guzman (COL) e Dionísio Ruiz (COL)

4º Árbitro: Bismares Santiago (ARG)

Cartões amarelos: Maicon Bolt (Atlético); Alberto Espínola, Aguilar (Cerro Porteño)

 

Cerro Porteño. Rodrigo Muñoz; Marcos Cáceres, Fernando Amorebieta (Espínola), Federico Carrizo, Joaquín Larrivey (Churín), Víctor Cáceres, Nelson Valdez, Mathias Villasanti, Juan Aguilar, Juan Escobar e Marcos Acosta (Saiz). Técnico: Fernando Jubero.

 

Atlético. Victor; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello, Fábio Santos, Adilson, Elias (Nathan), Luan (Chará), Cazares (Vinicius), Maicon Bolt e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi.


hc-28022019-banner222